ao.haerentanimo.net
Novas receitas

"Top Chef" vem a Montana para uma excursão gastronômica e de vinhos no outono



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.


O rancho Paws Up em Greenough, Montana, está hospedando uma excursão de comida e vinho de 25 a 28 de setembro chamada Montana Master Chefs, completa com jantares com vários pratos, degustações de vinho, desafios frente a frente com chefs e atividades de pecuária com ex Top Chef finalistas Kelly Liken, Brooke Williamson, Ariana Duarte e Elizabeth Binder. Você pode fazer sua reserva para o fim de semana em Big Sky Country, onde os hóspedes poderão passar o fim de semana com esses chefs enquanto eles dormem sob as estrelas, aprender os meandros da pesca com mosca e condução de gado, e comer bastante.

Conversamos com Brooke Williamson, uma ex- Top Chef concorrente e chef / proprietária da Hudson House em Redndo Beach e da Tripel em Playa Del Rey, Califórnia, sobre sua participação neste evento de fim de semana.

Como será o seu cardápio no Montana Master Chefs?

Estou mantendo as coisas simples este ano. Eu realmente sinto que a ideia por trás do rancho é dar às pessoas uma fuga sofisticada da realidade. Meu objetivo é criar um menu que talvez seja inesperado em profundidade de sabor, mas charmoso e reconfortante.

Como você incorporará ingredientes locais de Montana no evento?

Sou um grande fã de mirtilos ... E os mirtilos forrageados locais que vêm de Montana são alguns dos melhores que já comi ... Vou usar o doce e azedo dos frutos em alguns maneiras diferentes de adicionar estrutura ao meu curso principal.

Por que você adora vir para Montana?

Montana é um desses lugares atemporais. É um dos únicos lugares em que estive que pode transportar você da loucura da vida e colocar tudo de volta em perspectiva. Talvez sejam as árvores, o som constante do rio ou o céu incrível que o tornam um lugar incrivelmente tranquilo para se estar. São poucos os momentos de viagem que aproveito nestes dias em que volto para casa relaxado ... Essa é uma das razões pelas quais adoro Montana.

O que torna este evento tão único?

Devo dizer que é a incrível colaboração de todos os chefs participantes. Adoro criar menus e experiências para jantares com outros chefs que respeito, e o Paws Up atrai o melhor. A comida é sempre inspiradora e despretensiosa.

Para saber os últimos acontecimentos no mundo da comida e bebida, visite nosso Food News página.

Joanna Fantozzi é editora associada do The Daily Meal. Siga-a no Twitter @JoannaFantozzi


Pratos mais icônicos do Colorado

Com suas planícies extensas, montanhas rochosas e lagos serenos, o Colorado oferece vistas deslumbrantes - mas você sabia que a culinária regional é tão diversa e cativante? Aqui estão alguns dos melhores restaurantes do estado e os melhores lugares para obtê-los.

Relacionado a:

Foto por: ADAM LARKEY PHOTOGRAPHY & copy2016, Television Food Network, G.P. Todos os direitos reservados

Foto por: Scottie Davison & copyScottie Davison Photography

Foto por: Marc Piscotty e cópia © 2011 Marc Piscotty

Foto por: Jessica Grenier & copyJessica Grenier Photography

Foto por: ADAM LARKEY PHOTOGRAPHY & copy © 2016, Television Food Network, G.P. Todos os direitos reservados

Foto por: ADAM LARKEY PHOTOGRAPHY & copy2016, Television Food Network, G.P. Todos os direitos reservados

Foto por: ADAM LARKEY PHOTOGRAPHY & copy2016, Television Food Network, G.P. Todos os direitos reservados

Foto por: ADAM LARKEY PHOTOGRAPHY & copy © 2016, Television Food Network, G.P. Todos os direitos reservados

Rocky Mountain Eats

Fondue de Cordeiro

Cordeiro é um dos alimentos mais famosos do Colorado. Portanto, enquanto os bifes do Elway's, um quarteto de empórios carnívoros que leva o nome do ex-zagueiro do Denver Broncos, são pedaços excepcionais de carne lindamente temperada que valem a pena gastar, concentre-se nas costeletas de cordeiro e no fondue. A lista de entradas mostra um trio de costeletas levemente gamy - o cordeiro é proveniente de Mountain States Rosen, um rancho em Greeley - que expõe carne incrivelmente tenra estrangulada com sabor. As costeletas realmente não precisam de um ajudante, mas o fondue de queijo quente, cremoso com pimenta Jack e temperado com uma variedade de chiles frescos, meio que dá vontade de cheirar. Já foi dito por muitos que o Colorado reivindica o melhor cordeiro do mundo. As costeletas de Elway são a prova de que eles estão certos.

Costela

Ostras das Montanhas Rochosas

Colorado é reverenciado por seus céus azuis brilhantes, pistas de esqui cobertas de neve, pompa infinita de sol, picos imponentes e clima de cerveja incomparável. E para o bem ou para o mal, o estado também é exaltado por suas ostras das Montanhas Rochosas, também conhecidas como bolas de touro. Francamente, eles têm gosto de frango e não são tão remotamente exóticos quanto alguns podem pensar, mas os visitantes que insistem em morder a bala devem ir direto ao ponto e fazer a peregrinação ao Bar Bruce's em Severance, um pequeno cidade ao norte de Denver “onde os gansos voam e os touros choram”. Um alimento básico afável desde a década de 1950, o Bruce's serve suas cestas exclusivas de ostras das Montanhas Rochosas, empanadas e fritas, nas variedades de touro ou bisão, e apenas no caso de uma enxurrada de testículos fritos não preencher sua cota de gordura, console-se com o fato de que as cestas chegam carregadas de batatas fritas também. Corajoso.

Foto cedida por Adam Larkey

Macarrão de Lagosta com Queijo

Miso Black Cod

Pato assado

Double Johnny Burger

O hambúrguer duplo do My Brother’s Bar, uma taberna de esquina com décadas de existência sem sinalização, é o equivalente a um artefato culinário. Tem sido um grampo por mais de 40 anos, cortejando Denverites e peregrinos com sua dupla de rissóis finos pavimentados com queijos suíços e americanos devidamente derretidos, uma mancha de queijo cremoso e cebolas grelhadas, tudo dobrado entre duas metades de pão com sementes de gergelim enroladas em papel encerado. Realmente não requer enfeites, mas se você insistir em floreios extras, há uma bandeja de condimentos abastecida com tigelas de pepperoncini, cebolas cruas, picles, condimentos e muito mais.

Foto cedida por Ben Haley

Bolinhos de sopa

Batatas Fritas

Por US $ 17, as veneradas batatas fritas no ponto de encontro après-ski mais badalado de Aspen, Ajax Tavern, são uma extravagância, mas tudo o mais em Glitter Gulch, então você pode muito bem abraçar a vida alta e as etiquetas de preços pesadas. E, verdade seja dita, o Ajax eleva a humilde batata a alturas altíssimas, enquanto suas batatas fritas com casca, cortadas à mão e bronzeadas são servidas em um cone em forma de V aparentemente sem fundo. As batatas fritas, salpicadas com óleo de trufas, salpicadas com salsa e cobertas com migalhas de Grana Padano, são nada menos que lendárias: você vai até testemunhar celebridades chutando suas dietas para o meio-fio para se entregar à gula.

Foto cortesia da Ajax Tavern

Burrito Chile Relleno Sufocado

Praticamente nada personifica mais a obsessão de Denver por burritos rechonchudos do que este peso-pesado chile relleno de El Taco de Mexico, uma modesta vitrine - nas cores da bandeira mexicana - que distribui as melhores bombas de tripa embrulhadas em tortilla da cidade. Existem várias combinações de sabores, mas o número relleno, uma pimenta malagueta levemente empanada e frita recheada em uma tortilha grelhada já cheia de feijão frito e arroz, é o canto da sereia do baseado. Faça o que todo mundo em Denver faz e sufoque com a pimenta verde sensacional da cozinha, um punhado de queijo branco, um punhado de coentro e cebolas e uma onda liberal de salsa vibrante - você vai entender por que há gemidos de euforia depois de cada mordida.

Foto cedida por Lori Midson

Rolos de canela

Bife de açúcar

Há uma abundância de relíquias de outrora no Restaurante Bastien's, uma churrascaria retrô de Denver que canaliza os dias de Dino, Frank e Sammy com a decoração de um clube de jantar de meados do século e coquetéis que remetem a uma época em que vodka martinis estavam na moda. Não mudou muito ao longo de sua história de 75 anos, incluindo seu lendário bife polvilhado com açúcar, uma fatia grossa de carne grelhada enfeitada com uma flor e combinada com sopa ou uma salada da casa e uma seleção de batatas, o vencedor das quais é a batata cozida duas vezes.

Foto cedida por Ruth Tobias

Panquecas de abacaxi invertidas

Ovos Pontchatrain

A pesca da truta - lago, riacho, reservatório ou rio - é uma das atividades ao ar livre mais ritualísticas do Colorado, e enquanto a melindrosa favorita do pescador costuma estar em pauta para o jantar (fogueiras e Kumbaya), Lucile's, uma rede local caseira especializada em Cozinha cajun e crioula, trota para fora a truta no café da manhã e almoço, combinando a captura de montanha frita com um par de ovos pochê cobertos com molho bearnaise, mais grãos, batatas ou um biscoito de leitelho gloriosamente escamoso. Certifique-se de tomar uma xícara de café de chicória com cafeína também.

Foto cedida por Adam Larkey

Cão Elk-Jalapeno

Doze anos atrás, Biker Jim, também conhecido como Jim Pittenger, abriu um carrinho de cachorro-quente adaptado no 16th Street Mall em Denver. Mas, em vez de distribuir cachorros de água suja, ele canalizou seu lado maluco, vendendo salsichas de caça exóticas para espectadores curiosos, ninjas adolescentes e praticamente qualquer pessoa em busca de uma raça diferente de bife tubular. Várias carroças e um posto avançado Biker Jim’s Gourmet Dogs de tijolo e argamassa mais tarde, as salsichas selvagens de Pittenger, especialmente sua salsicha canonizada de alce-jalapeño embelezada com a clássica unificação de rabiscos de cream cheese e cebolas suadas em refrigerante, ainda são os melhores.

Foto cedida por Biker Jim’s

Tortelloni de Alcachofra

Em Rioja, um belo restaurante mediterrâneo no coração de Larimer Square de Denver (co-propriedade com a parceira de negócios Beth Gruitch), a chef executiva (e detentora do título de melhor chef do sudoeste da James Beard Foundation) Jennifer Jasinski apresenta um repertório repleto de estrelas de pratos que evocar murmúrios audíveis de rapsódia. Deles, nenhum pode ser tão fascinante quanto o tortelloni de alcachofra, um prato que está presente no menu desde o primeiro dia. As delicadas almofadas de massa artesanal, embalando a mousse de queijo de cabra cremosa com essência de trufa branca, flutuam em um caldo de alcachofra terroso que é tão etéreo que ninguém culpa os comensais que bebem a tigela até secar.

Foto cortesia de Rioja

Queijo Enchiladas

Até mesmo os colorados do Colorado que não compram uma Taco House desde o colégio ainda sabem exatamente o que escolher: enchiladas de queijo, três por prato, recheadas com queijo amarelo de plástico (talvez americano, talvez Velveeta, provavelmente ambos), as camadas superiores polvilhadas com os menores dados de cebola e envolta em um molho vermelho que as articulações em Littleton, Lakewood e Denver vendem em bolsa. Tudo aqui, incluindo o prato de enchiladas, se inclina mais para uma paleta de potluck suburbana do que para os partidos afetados de, digamos, políticos. Mas as enchiladas têm sido um grampo no menu por mais de meio século e, embora você nunca ouse ninguém ousará chamá-los de "autênticos", eles incorporam o abraço reconfortante da infância.

Foto cortesia de Lori Midson

Sopaipillas

A primeira coisa é a primeira: a Casa Bonita em Lakewood é uma armadilha para turistas, um labirinto de cavernas de piratas malucos e estranhas, bandas de mariachi onipresentes, malabaristas de fogo, fliperamas, mágicos patetas, shows de marionetes mais idiotas, tiroteios falsos, algum cara vestido de gorila que perseguições atrás de crianças gritando, árvores pseudo-tropicais e homens musculosos mergulhando de um penhasco, uma cascata em suas costas. A comida? Defina as expectativas baixas, porque o estilo de cafeteria, coisas mexicanas americanizadas que são colocadas no seu prato, muitas vezes não satisfazem as fantasias de fiesta. A única exceção são as incrivelmente deliciosas sopaipillas, almofadas fofas de massa açucarada que, ao lado dos mergulhadores do penhasco, são a atração principal há mais de 40 nostálgicos anos. Bônus: As sopaipillas, que vêm de graça em todos os pedidos de comida, não têm fundo.

Foto cortesia da Food Network

Reuben

Há muitas coisas que vale a pena encher sua goela no restaurante The Bagel Deli and Restaurant, em Denver, uma delicatessen judaica que ainda está forte depois de três décadas. Mas o Reuben, uma pirâmide corpulenta de chucrute suíço derretido e picante e carne fatiada à mão, carnuda com remendos de gordura e ensanduichada entre fatias de centeio crocante, reina suprema. Seu tamanho imponente faz com que a maioria dos sanduíches da mesma espécie pareça positivamente anêmica, mas esta é uma delicatessen que é exaltada por pratos que se destacam em abundância e, dada a elevação do sanduíche, é provável que você saia gingando porta afora com as sobras.

Foto cedida por The Bagel Deli and Restaurant

Ho Ho Cupcakes

Muito antes que os cupcakes se tornassem uma mania, havia o cupcake Ho Ho em City, O ’City, um café moderno no coração do moderno bairro Capitol Hill de Denver que é um lugar superlegal para vegetarianos e veganos comerem a sobremesa primeiro. Verdade seja dita, mesmo se você for um cínico que se encolhe ao pensar em um final doce que não envolve manteiga ou creme, você ainda ficará maluco por este cupcake de chocolate vegan hedonista (mas saudável) recheado com baunilha e creme , ”Coberto com ganache de chocolate amargo e pontuado com um floreio de cobertura de baunilha pontilhada com gotas de chocolate.

Foto cedida por Will Travel for Vegan Food

Rolo de lagosta

Steuben's não é uma cabana nas docas. Também não é uma lanchonete de frutos do mar. Longe da costa do Maine - ou de qualquer costa, nesse caso - é uma lanchonete urbanizada agachada em uma avenida arborizada no bairro de Uptown de Denver, onde a umidade é medida por centímetros de chuva e metros de neve. Mas aqueles que pensam que, pelo fato de Denver não ter litoral, frutos do mar frescos não prevalecem, estão errados como um peixe na água. Como prova, considere o rolo de lagosta de Steuben, um sucesso marcante desde o dia em que o restaurante abriu, há mais de uma década. Um casamento de junta, garra e carne de cauda com uma quantidade mínima de molho à base de maionese pontuada com cebolas e aipo, a lagosta fica em um pão grelhado coberto com manteiga. O monte de batatas fritas também é lendário.

Foto cortesia de Adam Larkey Photography

Slopper

Na década de 1950, um cliente regular chamado Herb Casebeer entrou na Gray's Coors Tavern em Pueblo e solicitou um prato que não estava no menu: um hambúrguer coberto com pimenta verde. O conjunto apelidou a criação improvisada de Pueblo Slopper, e se por acaso você se encontrar em Pueblo - uma cidade onde o Slopper governa as guerras culinárias - você não deve perder a oportunidade de enfrentar a derrota, o que provavelmente acontecerá desde a besta. em uma tigela que é trazida para a mesa no Gray's é mais ou menos do tamanho de um pequeno planeta: dois hambúrgueres, uma imponente pancada de pimenta vermelha verde ou com grãos de feijão (nosso conselho é pegar os dois), um pão torrado, pegajoso Queijo americano, cebolas suficientes para fazer seus olhos lacrimejarem um rio e, se você quiser, um punhado de batatas fritas, que você mistura no lago de lava misturada com pimenta. Em nenhum outro lugar, a não ser aqui, desleixado e desleixado existem em tal harmonia desleixada.

Foto cedida por Adam Larkey

Frico Caldo

Se você chamasse Frasca Food and Wine's Frico Caldo de bolo de batata, você estaria certo. Mas aqui, neste templo culinário de exaltação, não seria nem remotamente absurdo chamar o Frico Caldo - uma comida que tem raízes na Itália Friuli-Região de Venezia Giulia - a oitava maravilha do mundo. É o único prato no cânone de maravilhas da cozinha que tem sido uma constante no cardápio desde que o Frasca abriu em Boulder no verão de 2004, e não importa quantas vezes você peça, o sagrado matrimônio das batatas tawny, cebolas doces e friulian cremoso O queijo Montaio continuará a ser o melhor Frico Caldo que você já provou na vida.

Foto cortesia da Frasca Food and Wine

Macarrão Carbonara

Pão de porco + figo

Pizza de torta de montanha

Em 1973, a cidade montanhosa de mineração de ouro de Idaho Springs lançou o Beau Jo's original, um habitat rústico que apresentou a pizza ao estilo do Colorado para as massas. As tortas da montanha, como são conhecidas, são em borracha, pão e barbaramente grossas (o 'za do estilo Chicago não tem nada sobre essas feras), suas crostas - brancas, trigo integral com mel ou sem glúten - montadas com um cobertor grosso de queijo, um dos onze molhos diferentes e uma escolha de 36 coberturas colossais que ziguezagueiam de pepperoni a chips de couve. As pizzas, vendidas ao quilo, são quase pesadas demais para levantar, o que as torna a expressão máxima de excesso. Desde o início do Beau Jo's, seis postos avançados adicionais foram abertos em todo o Colorado, mas o pioneiro de Idaho Springs ainda é o melhor lugar para experimentar a torta característica do Colorado no céu.

Foto cedida por Daniel Holton / Beau Jo’s

Budino: Pizzeria Locale (Boulder e Denver)

Uma sobremesa teria que ser muito superlativa para superar o prato homônimo de um restaurante. Mas os fãs do Butterscotch Budino na Pizzeria Locale dizem que ele substitui as sensacionais pizzas napolitanas do restaurante. A sobremesa deliciosa envolve pudim de caramelo preenchido com uma camada de caramelo levemente salgado, seguido por uma espiral de chantilly e lascas de chocolate. No local de Boulder, a sobremesa viciante é servida como um ataque de êxtase de 180 gramas, enquanto os postos avançados de Denver satisfazem sua compulsão por açúcar com um copo de dose de 2 onças cheio de pudim. A vida é curta. Peça dois.

Foto cortesia de Pizzeria Locale

Salada de Couve e Maçã: Bolota / Carvalho na Décima Quarta (Denver e Boulder)

Rockie Dog

Orelhas de porco tailandesas

O que as pessoas comem no Euclid Hall Bar and Kitchen quando na verdade querem comer? Orelhas de porco, naturalmente, um prato brilhante idealizado pelo chef Jorel Pierce, que certa vez ameaçou retirar do cardápio o elogiado doce de porco. Teria havido uma rebelião, se ele tivesse seguido seu aviso, porque aquelas orelhas, uma mistura de carne e cartilagem crocantes e crocantes, são um dos pratos mais expressivamente exóticos e de sabor vívido na Mile High City. Os rabiscos, envoltos em um molho de tamarindo azedo atado com pimenta, são texturizados com o crocante de amendoim e guarnecidos com brotos de feijão-mungo, folhas de hortelã, coentro e rodelas de limão, cuja soma resulta em um jogo emocionante com um antigo clichê .

Foto cortesia de Euclid Hall

Paella: Solera (Denver)

A paella, o prato nacional da Espanha, é impossível de resistir, ainda mais quando é obra do chef proprietário do Solera Goose Sorensen, que desde 2001 regalou admiradores de sua culinária com sotaque espanhol, quando abriu seu charmoso restaurante e wine bar em Denver no que era então um pedaço de asfalto um tanto desagradável. Mas aqui, no santuário amoroso de Sorensen, compensado por um dos pátios mais serenos da cidade, pratos como a célebre paella - bocados ambrosíacos de frutos do mar frescos e esferas de chouriço espanhol misturados com arroz com açafrão e ervas frescas - podem fazer os comensais fraco nos joelhos com gratidão. Bônus: nas noites de domingo, Sorensen adoça o negócio exponencialmente, oferecendo uma panela de paella, um prato de carne e queijo, sobremesa e uma garrafa de vinho por apenas US $ 60 para dois.

Foto cortesia de Solera

Odell 90 Shilling Ale

Colorado, caso você não saiba, é o Santo Graal do lúpulo e da cevada. Este é um estado que é ridiculamente obcecado com sua cultura de cerveja e com mais de 150 cervejarias artesanais estampadas em toda a república - e mais a caminho - não é de se admirar que os turistas construam suas estadas no estado apenas em torno de sua próxima cerveja. Para uma cerveja artesanal fácil de beber que representa as melhores espumas do estado, experimente a emblemática 90 Shilling Ale de Odell, uma cervejaria com sede em Fort Collins que foi fundada em 1989. A Amber Ale de estilo escocês, com um álcool razoável por volume de 5,3 por cento, é macio, de corpo médio e irresistivelmente delicioso. Você pode saborear isso - e várias outras cervejas artesanais - em sua sala de torneiras de Fort Collins, ou você pode tomar uma cerveja no Falling Rock Tap House, um bar centrado em cerveja fantástico no Ballpark District de Denver que despeja 90 xelins na torneira, junto com mais de 75 outras cervejas de pressão notáveis ​​o ponto de encontro de espuma super popular também trombeteia 130 cervejas por garrafa.

Foto cortesia de Adam Larkey

Placa Gyro

Pete Contos, como a maioria dos moradores de Denver sabe, é o fundador do Pete's Kitchen, um restaurante grego 24 horas por dia, 7 dias por semana, que é visto quase todo tipo de barriga até o balcão para empilhar pratos de hash browns embebidos em manteiga, omeletes recheadas com a pia da cozinha, burritos de café da manhã maiores do que um recém-nascido e o prato giroscópico - sua peça de resistência. O prato, espalhado com lascas finas de cordeiro assado no espeto com tempero vibrante, é combinado com molho tzatziki salpicado de hortelã, pão sírio e, para completar, uma pirâmide de batatas fritas. É um espetáculo que pode parecer exagerado. Mas às 2 da manhã, o Pete's é o seu caminho para diminuir a ressaca.

Foto cedida por Lori Midson

Hamburguer de queijo duplo

Você quer batatas fritas com seu hambúrguer? Procure em outro lugar. Anéis de cebola? Aqui não. Enfeites exagerados como foie gras? Snort! Você conhecerá o Bud’s Bar em Sedalia pela carreata de motocicletas que fica em frente à entrada deste barraco à beira da estrada de gerações que ataca uma coisa: hambúrgueres. E a cozinha os faz extraordinariamente bem, fritando os fantásticos hambúrgueres na mesa, batendo na carne com queijo americano derretido e servindo a contragosto uma tigela de pickles e cebolas, conhecidas aqui como guarnições supérfluas, à parte. Algumas pessoas sempre ganham um único, sempre ganham um duplo de dois punhos, um saco de batatas fritas Lay's e uma cerveja gelada que, como os hambúrgueres, é tão familiar quanto o interior desbotado.

Foto cedida por Lori Midson

Deleites saborosos

Oh, as histórias que poderíamos contar. O Gaetano's, uma presença indelével desde o ano de 1947, começou sua história em North Denver como um restaurante de molho vermelho de propriedade - e freqüentado - pela máfia. Senhores - do tipo com quem você não mexeu - recostados no canto traseiro do bar, nuvens de fumaça saindo das pontas de seus charutos gordos. A maioria deles amaldiçoou e bebeu com abandono. Poucos comiam, mas, quando o faziam, geralmente envolviam os sabores deliciosos do baseado, rolos de massa em tom de cobre com chiles New Mexican torrados em torno de uma salsicha italiana com erva-doce. Como a maioria das coisas, o Gaetano's mudou ao longo dos anos, renunciando à maioria de seus pratos clássicos por criações mais modernizadas, mas os Treats continuam a preencher a lacuna geracional, uma saborosa mordida de cada vez.

Foto cedida por Lori Midson

Nachos

Burritos que consomem pratos, saladas gregas, frango ao parmesão, hambúrgueres de búfalo - com tantos clássicos comprovados no extenso menu do Racines, este favorito de Denver de 34 anos do conjunto mais formal serve uma vergonha de riquezas culinárias. Mas, para fins de argumentação, se um comensal precisar selecionar uma última refeição na Terra, a escolha é óbvia: Mile High Nachos. Fiel ao seu nome, a colcha de retalhos de altitudes elevadas de salgadinhos de milho chega abundantemente à superfície com queijo, feijão preto ou refrito, pico de gallo, creme de leite, guacamole, salsa e, se você estiver se sentindo carnívoro, bife ou frango. De forma um tanto milagrosa, a cozinha consegue garantir que não haja um chip descoberto na pilha, o que significa que, no momento em que os comensais abrem seu caminho até o fundo, a última mordida está tão carregada quanto a primeira.

Foto cedida por Lori Midson

Bandeja de aperitivos

A opulência do Velho Mundo abunda no belo Briarwood Inn, a oeste de Denver, apesar de um chef relativamente novo que modernizou o menu, o restaurante se deleita com a antiguidade de sua bandeja de aperitivos, um banquete compartilhável diferente de qualquer outro no estado. Com coquetel de camarão e manteiga de salmão, mousse de foie gras dos sonhos, mousseline de espinafre, compota de figo e molho cremoso de queijo cheddar Wisconsin, é o tipo de pasta luxuosa que continua a atrair suspiros de êxtase das senhoras que almoçam, casais que se acariciam e crianças experimentando sua primeira multa - excursão para jantar.


A comida de Aragão: uma união perfeita com os vinhos de Cariñena

A Espanha é conhecida por sua cultura de comida e bebida animada. De longas refeições à tarde a jantares noturnos cheios de música e vinho, sempre há uma festa para encontrar. Claro, a Espanha é um país expansivo - cada região tem sua própria culinária e tradições agrícolas, incluindo a comunidade autônoma de Aragão.

Aninhado entre as cidades de Barcelona e Madrid fica Aragão e sua capital, Saragoça. Embora menos visitado por turistas internacionais, Aragón recompensa os viajantes intrépidos como uma joia escondida de comida, cultura e vinho. Na verdade, Aragón já serviu como uma encruzilhada de civilizações e ostentou um dos reinos mais importantes do mundo durante o século XV. O resultado hoje é uma culinária de raízes mistas e rica herança.

Se você já ouviu falar de Catarina de Aragão, esposa do rei Henrique VIII e rainha da Inglaterra, você já ouviu falar desta região espanhola. Catarina era filha de Fernando II de Aragão e Isabel I de Castela, o casal real que financiou as expedições de Cristóvão Colombo. No entanto, fortunas aumentam e diminuem. Séculos depois, a economia de Aragón sofreu com as agruras da Segunda Guerra Mundial e da Guerra Civil, contribuindo para sua baixa densidade populacional e expansão da indústria agrícola. Hoje, algumas das melhores frutas, vegetais e carne da Espanha vêm de Aragão, uma porcentagem crescente dela naturalmente orgânica devido ao clima quente e árido.

Enquanto a vida rural domina os arredores das cidades, as três cidades de Zaragoza, Huesca e Teruel ostentam uma densidade surpreendente de restaurantes com estrelas Michelin. Esses lugares do circuito gastronômico imperdível apresentam chefs tradicionais e inovadores. Pode-se encontrar pratos que falam ao passado com sua autenticidade e rusticidade, ou provar interpretações modernas de clássicos aragoneses que olham para o futuro. Juntamente com o renascimento dos vinhos locais de Cariñena, é um momento emocionante para investigar a comida de Aragão.

Pergunte a um local quais pratos são mais populares e cordeiro estará no topo da lista. O Ternasco de Aragón, ou cordeiro em aleitamento, é apreciado pela sua carne tenra e sabor delicado. Normalmente é assado ou grelhado com batatas, alho e salsa. Os vinhos concentrados e suculentos, feitos com a velha videira Garnacha de Cariñena, fazem uma combinação esplêndida.

Migas, um prato rústico rústico do interior, é feito com pão duro, bacon, chouriço, alho, cebola e colorau. Consumido originalmente no café da manhã para aproveitar pão velho, hoje os cariocas consomem-no no almoço ou no início do jantar, de preferência com um copo de Cariñena.

Obrigada! Recebemos seu endereço de e-mail e em breve você começará a receber ofertas exclusivas e novidades da Wine Enthusiast.

Teruel ganhou fama por seu presunto ou jamón serrano. Os produtores curam a carne escura e rica em clima seco e ventoso. O sabor e a qualidade excepcionais conferiram aos presuntos curados a seco da Teruel proteção regulamentar. O DOP, ou denominación de origen protegida, funciona como uma denominação de vinho.

Outros pratos aragoneses incluem guisados ​​saudáveis, bem como enguias e trutas tiradas do poderoso rio Ebro. Feijão, cebola, aspargos, azeite, peras, maçãs, cerejas, ameixas, morangos e pêssegos, além de leguminosas e grãos, todos contribuem para a variedade de sabores encontrados na culinária aragonesa. A premissa norteadora da cozinha regional: deixar os ingredientes brilharem.

Claro, o ditado “o que cresce junto caminha junto” se aplica enfaticamente ao vinho e à comida de Aragão. Os tintos de Cariñena, sejam Garnacha, Cariñena (Carignan) ou blends, são sempre bem-vindos na mesa aragonesa.

Para provar o sabor de Aragão em casa, o chef espanhol Albert Bevia criou várias receitas com combinações de vinhos Cariñena. O Chef Albert é o autor do blog de culinária Spain on a Fork, onde ele compartilha os famosos pratos espanhóis, bem como outras receitas de influência espanhola que cria. Ele se concentra em receitas saudáveis ​​usando ingredientes simples com grandes sabores espanhóis. Experimente essas combinações fáceis de comida e vinho.

Croquetes de Queijo de Cabra com Mel e Frutas Secas

Emparelhamento de vinho: Monasterio de las Viñas Reserva 2016

Ingredientes

  • 8 onças (200 gramas) de queijo de cabra mole
  • 1/4 xícara de farinha (34 gramas)
  • 2 ovos
  • 1 xícara de pão ralado (119 gramas)
  • 1/2 xícara de óleo de girassol
  • Querida, para garoa
  • Cranberries secas, para polvilhar
  • Sementes de abóbora torradas, para polvilhar
  • Sal marinho e pimenta-do-reino, temperar
  1. Corte 1 tora de queijo de cabra em pedaços de 2,5 cm de espessura. Usando as mãos, molde cada pedaço de queijo em uma bola.
  2. Adicione 1/4 de xícara (34 gramas) de farinha de trigo em uma tigela.
  3. Rache 2 ovos em uma tigela separada, tempere com sal marinho e bata.
  4. Em uma terceira tigela, adicione 1 xícara de pão ralado, tempere com sal marinho e pimenta do reino e misture.
  5. Para fazer os croquetes, primeiro mergulhe as bolas de queijo de cabra na farinha, depois mergulhe na lavagem dos ovos e depois mergulhe na farinha de rosca. Siga o processo mais uma vez, mergulhando a farinha, os ovos e a farinha de rosca para uma segunda camada.
  6. Aqueça uma frigideira pequena em fogo médio e adicione 1/2 xícara (125 ml) de óleo de girassol.
  7. Após 5 minutos de deixar o óleo aquecer, adicione os croquetes à frigideira em uma única camada. Vire a cada 1 a 2 minutos, para garantir que fritam uniformemente. Após um tempo total de cozimento de 5-6 minutos, os croquetes devem estar dourados.
  8. Transfira os croquetes para uma travessa, regue com mel, polvilhe com cranberries secas picadas e sementes de abóbora torradas. Aproveitar!

Bacalhau espanhol com pimentos assados

Emparelhamento de vinho: Bodegas San Valero Celebridades Old Vine Garnacha 2016


Receitas

Quando comecei este site, tratava-se principalmente de técnicas culinárias e não de receitas, mas com o tempo, incluí mais e mais receitas para ajudar a demonstrar como essas técnicas de cozinha funcionavam. Além disso, todo mundo adora ótimas instruções para preparar uma refeição.

Existem muitas receitas no meu site e aqui você pode encontrá-las. Alguns, como sopa de peixe, aparecerão em várias categorias, incluindo peixe e sopa, portanto, haverá muitas maneiras de encontrar aquele que você está procurando.

Quando você navegar por algumas dessas categorias, tenho certeza de que verá que tipo de comida eu mais gosto, porque haverá muito mais receitas nesse grupo.

Comemos muito frango em nossa casa, então você encontrará mais receitas de aves. Eu sou grande em fazer molhos, então você vai encontrar muitas receitas de molhos. A categoria que estou trabalhando para cultivar é a de receitas de acompanhamentos, porque você simplesmente não tem o suficiente delas.

E se você gosta de receitas de panificação, encontrará algumas muito boas, especialmente quando se trata de panificação e pizza. Se você quiser conselhos ainda mais detalhados sobre panificação, sugiro que visite Pastry Chef Online, onde minha amiga Jenni Field oferece conselhos exclusivos sobre panificação.


Food Network Star

Traga um gostinho do Food Star Kitchen para sua casa com esses pratos aprovados pelo mentor dos finalistas.

Você é um Food Network Superfan?

Aprenda o seu potencial estrela

Você tem costeletas de vencedor ou você voltaria para casa mais cedo?

Você consegue adivinhar os chefs?

Veja se você sabe quem preparou uma receita olhando para o prato.

Sua vitória da Food Network

Faça este teste para descobrir qual show você ganharia.

Extras Star Food Network

Missão: Salvação 22 Fotos

Alex serve como mentor para os finalistas destituídos (mas esperançosos).

Teste: você na cozinha

Veja se podemos adivinhar seu estilo na cozinha.

Conselhos internos dos chefs 16 fotos

As estrelas atuais compartilham suas palavras de sabedoria da indústria.

Assistir episódios completos

Não perca um minuto dos altos e baixos dos finalistas no Food Star Kitchen. Temos uma coleção compacta de episódios anteriores aqui.

Cozinha Star-Powered

O melhor de Bobby e Giada 45 fotos

Os mentores provam seu talento com essas receitas que agradam a multidão.

Principais pratos dos vencedores 34 fotos

Confira as escolhas favoritas dos fãs de Tregaye, Eddie, Guy e mais vencedores anteriores.


Sobre Kent Rollins

Kent Rollins vem de um período perdido no tempo e de um estado de ânimo moribundo, quando a vida era simples e o caráter era rei.

Kent was born and raised along the banks of the Red River near Hollis, Oklahoma. Growing up, and throughout his adulthood, Kent helped his father manage cow/calf operations in the area while also taking care of their own herd.

Featured Products

Cookbook

Check out this best seller for cowboy-approved recipes!

Green Chile Chipotle Relish

A blend of smoke and heat with a hint of sweet.

Hash Knife and Sheath

Our handmade cowboy hash knife is a unique cooking tool now available with optional sheath.


Hartstone Inn & Hideaway , Camden, ME

Called a "culinary destination" by Fodor's, this inn is known for its award-winning cuisine. There is an on-site restaurant open to both the public, which serves a five-course dinner and lengthy wine list. You can sign up to be "Chef for a Day" and join the inn's Chef Michael Salmon for a one-on-one cooking lesson. There are also scheduled group classes from November through May, or you can schedule a private group class and choose from one of 25 different cooking courses. Additionally, the inn hosts several foodie adventures a year outside of the inn, including an excursion to Tuscany. The inn’s freshly-made breakfasts vary with seasonal ingredients and alternate between sweet and savory.


Hottest Culinary School Vacations

Though serious chefs-in-training flock to New York’s Institute of Culinary Education hoping to become the world’s next Daniel Boulud, you can still take part in one of the hundreds of recreational cooking classes that the award-winning school has to offer. Bust out your Crocs, because you’ll want to sign up for everything from “Techniques of Italian Cooking” to “Supper Downstairs at Downton Abbey” and “Vegan Donut Workshop,” all taught by instructors whose résumés list top New York restaurants like Le Cirque.

First-timers to NYC will love the institute’s market tours of Chinatown and Union Square Greenmarket. And those looking to up their cooking game can take multisession immersion courses, such as the art of bread making or a butchering workshop. Once class ends, ICE offers plenty of containers to wrap up all the goodies you’ve made -- so you can enjoy a nice afternoon of freshly cooked (or baked) items in nearby Madison Square Park.

2. Take a Coastal Maine Culinary Tour

113220597

On a culinary tour of southern Maine, you could spend days researching the perfect roadside lobster roll or -- for the ultimate insider’s guide -- you can sign up for Willing Foot’s Coastal Maine: Food and Wine excursion. Starting with the cobblestone streets of Old Port, Portland, you’ll spend the afternoon savoring the unique grassy flavors of artisan cheeses, detecting the sweetness of scones slathered in blueberry preserves and sipping artisan ales at bars with the locals.

Another recreational cooking school in Maine worth trying is Salt Water Farm. Here, you’ll learn classic garden-inspired meals and sample wine at Cellardoor Vineyard in nearby Linconville. No visit to Maine would be complete without the slap of salty, wet air you’ll experience just that on a guided schooner tour of Camden Harbor offered by the school.

3. Learn Authentic Mexican Cooking

85645531

A food truck staple, Mexican food is often viewed as one-note, but nothing could be further from the truth for David Sterling, a chef trained in classic French cuisine who came to Mérida, in the heart of Mexico’s Yucatán Peninsula, and fell in love with the richly varied cuisine of the area. Sterling opened Los Dos Cooking School in 2003 in a magnificent colonial mansion.

With the fragrant and colorful Merida as their inspiration, students tour the huge and colorful Lucas de Gálvez market, where they see unusual spices and condiments, piles of recados (the "curries of Yucatán") and seasonal fruits like guanábana (soursop) and marañon (cashew apple). Students also learn classic Mayan dishes, such as sikil pak (a dip of ground squash seeds and tomatoes) and sopa de lima (chicken soup with limetta, a local variety of lime.)

By the end of the week, you’ll be charring chilis and tomatoes on an open flame, rolling your own tamales like a pro and grinding spices in a molcajete, a volcanic stone mortar and pestle.

4. Soak Up French Country Cooking

90337749

Duck confit and foie gras are staples of any French menu, but what you might not know is that these dishes actually derive from the Gascony region, an area in the southwestern part of France known for its robust, lively and daring spirit, made famous by those Gascon rascals, the Three Musketeers. American professional chef and cookbook author Kate Hill found herself head over heels in love with this area after years of traveling around Europe she’s been teaching the basics of the region’s bold, rustic cooking style ever since at the culinary school she established here in 1991.

Under Kate’s careful guidance, you’ll learn about French cuisine in situ, breaking down a whole 400-lbs. charcuterie pig, canning your own foie gras and cassoulet, and going on day trips to a nearby market for a glass of rosé. You’ll take home the ability to determine your menu by what’s at the market that day you’ll also be left with an indelible picture of “the generous Cascon cooks who create an edible landscape at each and every meal.”


Recipes from the Spanish and Portuguese Grill

In Spain and Portugal, the grill is an indispensable tool, whether it be a flat-top griddle (plancha), a wood-fired pit, or a traditional barbecue, fueled with a fragrant mix of charcoal and hay (like those used to grill calçots) Unlike “American Barbecue” that focuses heavily on sauces, marinades, slow-cooking, and smoke, Iberian barbecue is all about fresh flavors, prime ingredients, and not too much fuss.

The dishes that grace the summer tables of Spain and Portugal are many, and it can be difficult to choose what exactly to savor with so many aromas and flavors enticing your appetite! Whether eating perfectly grilled baby lamb chops, plump sausages, beef and bay leaf skewers, grilled sweet potato flat bread with garlic butter, wood-fired paella, smokey clams, tender spring onions, or warm chard tomato salad with creamy goats milk cheese and sherry vinaigrette, spirits are always high and stomachs are rightfully full! When friends gather to enjoy the weekend sun that hangs long into the evening before setting behind the mountains, or across the ocean, good food is not an exception, nor a rule it is an integral part of life.

No wine goes better with the heat of summer, and the varied fare of an Iberian barbecue, than a dry rosé. Produced all over Spain and Portugal, rosé wine (rosado) is cool and refreshing, with enough crisp fruit to dance delicately beside veggies and seafood, and enough subtle body to take on the lean charred meats that are most commonly prepared! Though beef is certainly prevalent, Spain is well known as the land of pork giving a perfect opportunity to ‘cross over’ in you wine pairing.

A “cross over” wine pairing is applied to a dish that could comfortably span the gap between hearty white and light red wine. A great example is roasted pork lean and delicate enough in flavor to potentially pair with a full-bodied white wine like a Garnatxa Blanca from Terra Alta (Spain), or a Dao (Portugal) white with Encruzado, Bical and/or Malvasia Fina. Conversely, the ‘cross over’ can work the other way, pairing the same pork dish with a light-bodied red wine like a Pinot Noir from Bairrada (Portugal) or a Prieto Picudo from Bierzo (Spain).

However, one excellent way to simplify the classic quandary of ‘red or white’ is with a vinorosado! Of course, in the case of hearty, richer food, a red wine should probably step in, and vice versa with lighter veggie dishes and cold, acidic white that is elegant and invigorating.

Receitas

Valencian pork chops with smoked paprika marmalade

“A bright, smokey, succulent, and simple dish for summer.”
Serve de 4 a 6 porções

Ingredientes

  • 8 pork chops (Iberian, if available)
  • Kosher salt and fresh black pepper
  • 2 springs fresh rosemary (leaves and stems separated)
  • 3 sweet Valencia oranges
  • 1 xícara de água
  • 1 1/4 cups granulated sugar
  • 1 rosemary stem
  • 2 tsp smoked, ‘sweet’ Spanish paprika (pimentón dulce)

Make the marmalade ahead:
Begin by washing the oranges well before removing the zest (orange part of peel only) with a vegetable peeler. Avoid the white pith, as it is bitter. Cut the orange peel into thin strips (julienne) with a sharp knife and set aside. Next, discard the seeds and white pith membrane from the orange pulp and mince the pulp well (or pulse in a food processor).

Place the zest, pulp, water, and rosemary stem in a small sauce pan. If the water doesn’t cover the oranges, use a smaller pan or add a little more water. Bring the pot to a simmer and cook for 20 minutes, uncovered. After 20 minutes, stir in the sugar and continue to simmer for around 10 minutes until the mixture is quite thick. To test the thickness, drop a small spoonful of the mixture onto a ceramic plate that you have frozen in the freezer. If the marmalade is still runny after setting for 30 seconds, continue cooking.

Once the marmalade is ready remove it from the heat and allow it to cool for 30 seconds before stirring in the paprika (this can burn easily). Pour the marmalade into a heatproof bowl and allow it to cool to room temperature, then refrigerate.

To Serve the pork chops:

Mince the rosemary leaves, then rub both side of the pork chops with olive oil, salt, pepper, and rosemary. Make sure the pork chops are at room temperature and your grill is very hot before cooking. Grill the pork chops for around 4 minutes on each side (depending on thickness) then test the internal temperature (they should come off the grill at 138° F (58°C), so that it can rest and continue cooking, ultimately to be served at a juicy 145°F (62°C). Serve the pork chops with a spoon full of paprika marmalade and enjoy!

Espetada of Beef, Bay Leaves, and Garlic with Piri Piri Molho de pimenta

“A popular dish from the island of Madeira. Grilled beef skewers with bay leaves, garlic, and a traditional spicy condiment from piri piri chilies.”
4 porções

Ingredientes

  • 2 Tbsp of fresh, red chilies (Piri Piris are also known as African Bird’s Eye chilies, but Thai chilies will do)
  • 1/2 cup of lemon juice (and 1/2 lemon’s zest)
  • 3 Tbsp of cilantro, chopped
  • 1 Tbsp tarragon, chopped
  • 1 Tbsp parsley, chopped
  • 1 bay leaf (fresh and crushed)
  • 4 garlic cloves, chopped
  • 1/2 tbsp sugar
  • 1/2 colher de chá de sal
  • 1/2 xícara de azeite
  • 4 thick-cut rib-eye steaks
  • 16 fresh bay leaves
  • 24 garlic cloves
  • 8 bamboo skewers (soaked in water)
  • Koser salt
  • Pimenta preta fresca

Begin by making the piri piri molho. This will keep at room temperature for a day or two, but is best fresh (refrigerate for up to two weeks). Start by placing all of the ingredients except for the oil in the bowl of a food processor (or a mortar if you desire an authentic, rustic purée). Purée/mash the mixture until very smooth before adding the oil in a thin stream (machine running). Once all the oil is incorporated you are ready to enjoy your sauce.

To assemble the espetada, soak your bamboo skewers in water for several hours beforehand to avoid splitting when they are placed on the grill. Cube the rib-eye steak into bite-sized pieces (3/4”x3/4”) and build your skewers like this:

Garlic, beef, bay leaf, garlic, beef, bay leaf, garlic (extra garlic to hold the skewer together).

Season the skewers well with coarse salt and fresh black pepper, and grill them on a hot grill for around three minutes per side. Serve the beef medium-rare with a spoonful of piri piri sauce on top (or on the side).

Emparelhamento de vinho

Vinho: Bobal de Sanjuan Rosado. Cherubino 2012 (Red)
Grape: 100% Bobal
Região: D.O Utiel-Requena (Valencia)
Enólogo: Cherubino Valsangiacomo
Álcool: 12.5%

This wine a young and juicy, the Bobal varietal bringing aromas of the Mediterranean: watermelon, pomegranate, minerals, and wild herbs. Very easy to drink and extremely refreshing, this rosado is the perfect bbq companion. Equally well-equipped to pair with the tart, sweet, and smokey pork chop as well as to cool and contrast the charred, spicy beef (and complement nicely the soft, herbal flavors of bay), this wine breathes summer!

Vinho: Fitapreta, Palpite Reserva 2009 (White)
Grape: Verdelho, Arinto de Bucelas, Antão Vaz
Região: D.O. Alentejano
Enólogo: David Booth
Álcool: 12.5%

To hold up to the bold smokey and charred meat flavors, this rich Alentejano white wine is wood aged giving it great structure but still retaining its succulent peach and apricot fruits. This is a lovely wine to not only enjoy with the above recipes, but also with fatty fish, such as salmon, or creamy pasta dishes. This wine was rated one of the Top 50 Portuguese Wines by Master of Wine, Julia Harding.


Retro Boho-Chic at The Kimpton Goodland

Unlike any hotel in Santa Barbara, you&rsquoll find an under-the-radar boho-chic vibe at The Kimpton Goodland. Wake up and practice yoga in your room (complimentary mats provided) or join one of their fitness classes.

Featured in Travel & Leisure, &ldquoevery room at Kimpton&rsquos Santa Barbara outpost, The Goodland, comes outfitted with a retro Crosley record player. If you&rsquore looking for the perfect music to accompany the room&rsquos boho-beach vibes, but don&rsquot know your Beach Boys from your Best Coast from your Beach Slang, simply call up the hotel&rsquos record concierge. The resident vinyl-head will help guests choose the perfect soundtrack from the hotel&rsquos library of vinyl.&rdquo

BOOK: The Kimpton Goodland, 5650 Calle Real, Goleta, CA

Hotel Milo and Kimpton Goodland photos courtesy of Visit Santa Barbara.


Assista o vídeo: Trás-os-Montes - Concurso de Vinhos 2019 - II


Comentários:

  1. Darrell

    What to do here against the talent

  2. Kazimuro

    Quero dizer, você não está certo. Eu posso defender minha posição. Escreva para mim em PM, nós lidaremos com isso.

  3. Makalani

    É uma pena que não posso falar agora - tenho que sair. Mas vou voltar - com certeza vou escrever o que penso.

  4. Ludwig

    Você está errado. Precisamos discutir. Escreva-me em PM.

  5. Seif Al Din

    Você está errado. Vamos tentar discutir isso. Escreva-me em PM, fale.

  6. Ben-Ami

    Bravo, ótima resposta.



Escreve uma mensagem